Pai herói: para salvar os filhos, ele enfrentou um tornado

Pai herói: para salvar os filhos, ele enfrentou um tornado

O tornado que assolou a cidade de Xanxerê, no oeste de Santa Catarina, nesta segunda-feira, matou duas pessoas e deixou 40 hospitalizadas, três delas em estado grave.
 
Uma das vítimas fatais é o pedreiro Deonir Conin, de 48 anos, que trabalhava em uma obra no momento em que a cidade foi varrida por ventos de até 250 quilômetros por hora (cálculos preliminares do Instituto Nacional de Meteorologia - Inmet).
 
A outra vítima é o motorista Alcimar Sutil, de 31 anos. Ele morreu ao tentar proteger a filha caçula, Ana, de 4 meses, e o filho Gabriel, de 8 anos, no momento em que as paredes e o teto da sua casa desabaram sobre os três.
 
Alcimar protegeu os filhos com o próprio corpo. Gabriel foi levado para o Hospital Regional do Oeste, em Chapecó, onde está internado em coma induzido. Ana está no Hospital São Paulo, em Xanxerê, com a mãe Cristiane, que não estava em casa na hora em que o tornado a destruiu e matou seu marido.
 
A família dividia um terreno com a mãe de Alcimar, que morava em uma casa ao lado da que o filho estava aos poucos terminando de construir. Das duas casas, tudo o que sobrou foi apenas um pedaço de parede. Em um raio de trinta metros ao redor das ruínas, só o que se vê são mais escombros de outras casas de madeira, misturados com roupas, louça quebrada, colchões.
 
Xanxerê tem 47 mil habitantes. Duas mil e quinhentas casas foram destruídas. Ainda há em torno de mil pessoas desabrigadas. O exército foi deslocado para ajudar a população da cidade, cuja prefeitura decretou calamidade pública.