O Papa Francisco escreve para o time olímpico de atletas refugiados

O Papa Francisco escreve para o time olímpico de atletas refugiados

O Papa Francisco escreveu uma carta aos atletas olímpicos do chamado “Time dos Refugiados“.

Quero que recebam a minha saudação e os meus votos de sucesso nestas Olimpíadas. Que a coragem e a força que trazem dentro de si possam expressar, através destes Jogos Olímpicos, um grito de fraternidade e de paz“, diz a carta, publicada neste sábado pela Rádio Vaticano.

O Santo Padre manifestou o desejo de que, olhando para o exemplo dos esportistas refugiados, a humanidade consiga “compreender que a paz é possível” e que “com a guerra tudo se perde. Desejo que o seu testemunho faça bem a todos“.

A equipe de atletas refugiados é composta por 6 homens e 4 mulheres: são dois nadadores da Síria, dois judocas da República Democrática do Congo e seis corredores da Etiópia e do Sudão do Sul.

Todos eles tiveram de fugir da violência em seus países e buscar refúgio em outras nações. Na cerimônia de abertura dos Jogos no estádio do Maracanã, eles desfilaram com a bandeira olímpica, sob fortes aplausos dentro do estádio e intensas manifestações de apoio e solidariedade nas redes sociais.