Nossa Senhora Aparecida | Maria no Plano da Salvação

Nossa Senhora Aparecida | Maria no Plano da Salvação

Maria, sinal do amor do Pai

Deus manifestou o seu amor, por excelência, ao enviar Seu filho Jesus Cristo, que revela Sua face misericordiosa e salvadora. Deus quis e quer salvar a humanidade em Jesus Cristo. A Igreja Católica não só reconhece e professa isso, como promove encontros com o Salvador, Jesus.
Na história da salvação, Deus usou de muitas pessoas até chegar em Maria, cujo papel foi fundamental. Ela não salva, não cura, não liberta, não realiza milagres. Contudo, Maria é a Mãe do Salvador e intercede para que tudo isso aconteça.
Todos nós temos um carinho especial pela figura da mãe, que dá a vida, tem paciência e nos ajuda a dar os primeiros passos. Geralmente, as nossas mães são assim, acompanham, torcem, chamam a atenção, preocupam-se e até exageram nos cuidados. É inegável, mãe é mãe: forma, educa, se preocupa e mostra o bom caminho.

Imagem de Nossa Senhora Aparecida, na Canção Nova (Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com)

Nossa Senhora Aparecida

Em nosso amado Brasil, de tantas raças, cores e sabores, de tantos “Josés e Marias”, Deus quis se manifestar e apresentar seu Filho, o Salvador, Jesus, através da imagem da Senhora “Aparecida”.
Ela foi encontrada nas águas barrentas do rio Paraíba do Sul que corta o Vale do Paraíba, no ano de 1717, quando alguns pescadores lançavam as redes em busca de alimento para uma pessoa importante, o conde. Já cansados pelo insucesso da pesca, numa das últimas tentativas, apanharam a imagem do corpo de uma santa.
Depois, um pouco adiante, lançaram a rede novamente e resgataram a cabeça, que se encaixou perfeitamente no corpo da imagem, na qual viram um sinal divino, a proteção da Mãe do Céu. Então, os pescadores fizeram uma prece e, mais uma vez, lançaram as redes e conseguiram peixes em abundância.

Maria de Nazaré

Entre tantas mulheres, Deus escolheu Maria, na sua humildade, para ser a mãe do Senhor. “Na plenitude dos tempos, Deus enviou o seu Filho, nascido de uma mulher… para que recebêssemos a adoção filial” (Gl 4,4s). Deus quis de maneira simples engrandecer a jovem e humilde virgem Maria, dando a ela a graça e a responsabilidade de ser a mãe do Salvador.
Da mesma forma, Ele quis se manifestar através da pequenina imagem encontrada (aparecida) no rio. Maria, importante para Deus por ser a mãe de Jesus, se manifestou por vontade de Deus na simplicidade do interior de São Paulo. Maria, a Aparecida, importante em virtude de Cristo, tornou importante aqueles pescadores, assim como torna importante tantos homens e tantas mulheres que trouxeram e trazem suas angústias, aflições, medos, enfermidades… até o Santuário Nacional de Aparecida, no Vale do Paraíba.

“Não tenha medo de achegar-se ao colo da Mãe!”

Não é possível enumerar tantas graças, curas e conversões que a Mãe Aparecida intercedeu junto a Jesus. A Mãe de Deus continua a atrair milhões pessoas e, do seu colo, os oferece e apresenta ao seu Filho Jesus, para que realize o que é necessário na vida de cada um. Não tenha medo de achegar-se ao colo da Mãe! Eleita por Deus, ela aprendeu com o Pai que se deve acolher e tornar importantes os simples e excluídos.
Pode se achegar ao colo de Maria, tem lugar para você!

Padre Marcio Prado
vice-reitor do Santuário do Pai das Misericórdias