Astrônomo do papa ganha a Medalha Carl Sagan

Astrônomo do papa ganha a Medalha Carl Sagan

Se você encontrasse um alienígena recém-chegado do espaço sideral, você o acolheria como catecúmeno e depois o batizaria na noite de Páscoa? Esta foi a pergunta feita pelo religioso norte-americano Guy Consolmagno, jesuíta, astrônomo e cientista planetário, em seu último livro, “Would You Baptize an Extraterrestrial?” [“Você batizaria um extraterrestre?"]. O livro, escrito em co-autoria com o pe. Paulo Meuller, SJ, comenta as perguntas do público, algumas sérias, outras divertidas, que o astrônomo recebe no Observatório do Vaticano, revelando como a ciência e a fé enxergam os mesmos problemas de maneiras diferentes, mas complementares.

A questão é séria. O papa Francisco mencionou o mesmo assunto em uma homilia de maio de 2014, quando perguntou: “Imagine que apareça um marciano, orelhudo e narigudo como em um desenho de criança, e peça para ser batizado. Como você reagiria?”. O papa queria ressaltar que todo mundo tem o "direito" de receber o Espírito Santo, mesmo aqueles, como os ETs, que não se parecem conosco.

Esta semana, durante a 46ª Reunião Anual da Divisão de Cientistas Planetários da Sociedade Astronômica Americana, em Tucson, no Estado do Arizona, o irmão Guy Consolmagno receberá um dos mais prestigiados prêmios da ciência planetária, a Medalha Carl Sagan. O prêmio foi criado em 1998 em homenagem ao astrônomo Carl Sagan, cuja popular série de TV "Cosmos" ajudou a propagar o entusiasmo pela ciência e pelas viagens espaciais. A Medalha Sagan "reconhece e presta tributo à excelente comunicação de um ativo cientista planetário com o público em geral e é concedida a cientistas cujos esforços tenham contribuído significativamente para a compreensão e para o entusiasmo do público no tocante à ciência planetária".

O irmão Guy é o primeiro religioso a receber a Medalha Carl Sagan. A American Astronomical Society, ao anunciar o prêmio em julho passado, declarou que Consolmagno "ocupa uma posição única em nossa profissão, como porta-voz credível da honestidade científica no contexto da crença religiosa".

Consolmagno é um dos doze astrônomos do Vaticano. Durante duas décadas, ele foi curador da extensa coleção de meteoritos do Vaticano. Conferencista internacional, é um dos quatro jesuítas cujos nomes foram usados para batizar asteroides; em seu caso, o asteroide é o 4597 Consolmagno, também conhecido pelos cientistas como "Little Guy".

Guy Consolmagno é autor ou co-autor de vários livros. Além do recente "Você batizaria um extraterrestre?", destacam-se ainda: "Vire à esquerda em Orion: centenas de objetos no céu noturno para ver de casa com um telescópio – e como encontrá-los", "Mecânica de Deus: como os cientistas e engenheiros enxergam sentido na religião", "Os céus proclamam: astronomia e o Vaticano" e "Irmão Astrônomo: as aventuras de um cientista do Vaticano"