São Paulo celebra memória de Beata Assunta Marchetti na quarta-feira

30/06/2015 22:52

A Arquidiocese de São Paulo prepara uma festa em memória a religiosa italiana, que viveu em São Paulo e foi beatificada em outubro de 2014, Beata Assunta Marchetti.

Na quarta-feira (01) haverá às 20h na paróquia São Carlos Borromeu, na Vila Prudente (SP) pela primeira vez essa celebração da memória litúrgica.

A celebração solene presidida pelo arcebispo metropolitano, Cardeal Odilo Pedro Scherer, acontecerá na Paróquia São Carlos Borromeu, na Vila Prudente, Região Episcopal Belém, onde a religiosa italiana viveu cerca de 30 anos. Madre Assunta é co-fundadora da Congregação das Irmãs Missionárias de São Carlos Borromeu (Scalabrinianas).

A missa também marcará o início das comemorações dos 50 anos da Paróquia.

 História

Assunta Marchetti nasceu em Lombrici - Camaiore, Itália, em 15 de agosto de 1871 e faleceu em São Paulo junto aos órfãos do Orfanato Cristóvão Colombo (atualmente chamado Associação Educadora e Beneficente Casa Madre Assunta Marchetti), no dia 1º de julho de 1948, no bairro de Vila Prudente.

Em 25 de outubro de 2014, Madre Assunta foi beatificada em missa presidida por Dom Odilo e com a presença do prefeito da Congregação para a Causa dos Santos, Cardeal Angelo Amato, enviado do Papa Francisco para presidir o Rito de Beatificação da religiosa.

Conheça o milagre que levou Madre Assunta Marchetti à beatificação

Memorial Madre Assunta Marchetti expõe objetos e relíquias da beata