Casal de brasileiros participa do Sínodo sobre a Família como auditores

09/10/2015 15:05

Os brasileiros, Ketty Abaroa de Rezende e Pedro Jusseieu de Rezende, são docentes da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), no interior de São Paulo. Convocados pelo papa Francisco, eles participam como auditores da 14ª Assembleia Extraordinária do Sínodo dos Bispos sobre a Família, no Vaticano, até dia 25. O filho do casal, o pequeno bebê, permanece no colo dos pais durante a Assembleia.

No Brasil, o casal desempenha atividades acadêmicas, além dos trabalhos na Pastoral Familiar, por meio de palestras, seminários e acompanhamento de famílias. Em entrevista à Rádio Vaticano, Ketty e Pedro falam da experiência de participar do Sínodo.

“É uma experiência extremamente enriquecedora e mostra a colegialidade de todo o episcopado, a universalidade da nossa Igreja, e que nós podemos estar muito seguros. Estamos nas mãos do papa, a doutrina não muda, mas mudam as formas de comunicar, de chegar às pessoas, chegar de uma forma mais efetiva, mais frutífera”, diz Ketty de Rezende.

A docente afirma que o Sínodo é um momento único. “O que a gente sente são exatamente as expressões do mundo inteiro, as formas em que as pessoas estão chegando às famílias, dentro das diferentes culturas. Então é muito enriquecedor e pedimos também a oração de todos no Brasil, para que o Espírito Santo seja realmente muito presente no coração e nas mentes de todos nós”, acrescenta.

O esposo, Pedro de Rezende, lembra que o casal ficou feliz com o convite da Nunciatura Apostólica no Brasil. “A experiência é extremamente enriquecedora. O que se percebe é que a Igreja é tão rica, não existe divisão, há uma concordância de objetivos. Às vezes há algumas diferenças de visão, mas todas elas convergindo para que a família se fortaleça como resultado das recomendações que este Sínodo dará ao Santo Padre”, ressalta.

Por CNBB com Rádio Vaticano